O PROPÓSITO ETERNO DE DEUS

Você existe porque Deus tem um propósito para a sua vida. E o propósito de Deus é eterno. A palavra de Deus diz que o seu propósito é ter uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus, para a Sua glória:

“Criou Deus o homem à sua imagem…os abençoou e lhes disse: sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a…” (Gn 1: 27-28)

“Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes a imagem do seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmão” (Rm 8: 29)

Mas o pecado é o desvio do propósito

O pecado de Adão foi que ele decidiu viver independente da vontade e do propósito de Deus. Deus ao criar Adão, provou a sua submissão. Colocou diante dele duas árvores especiais que nos revelam dois princípios de vida:

A árvore do conhecimento do bem e do mal e a árvore da vida. (Gn 2: 9) Se Adão comesse da árvore do bem e do mal, estaria dizendo para Deus que as questões do bem e do mal ele decidiria, independente da vontade de Deus. O fruto desta árvore era a morte ou vida separada de Deus.

Por acaso não é este o problema básico do homem? Ou vive para a sua vontade ou vive para a vontade de Deus! E você vive para quem?

E nós, por nascermos com a natureza de Adão, herdamos as consequências de seu pecado:

1. Em Adão nascemos pecadores;
2. Em Adão Deus nos vê como mortos, sem vida com ele;
3. Em Adão somos criaturas de Deus, não seus filhos.

“Portanto, assim como por um só homem (Adão) entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos (em Adão) pecaram…” (Rm 5: 12)

A restauração do propósito

A salvação em Cristo é o meio que Deus empregou para restaurar o Seu propósito eterno. Pois tudo que perdemos em Adão, agora é restaurado em Cristo:

1. Se em Adão nascemos pecadores, em Cristo temos o perdão dos pecados;
2. Se em Adão estamos mortos para Deus, em Cristo temos vida com Deus;
3. Se em Adão somos criaturas de Deus, em Cristo somos filhos de Deus.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura (ou criação): as coisas antigas já passaram (vida em Adão e suas consequências do pecado); eis que se fizeram novas (vida em Cristo e suas bençãos da nova vida)” (2 Co 5: 17)